top of page
Buscar
  • Foto do escritorLetícia Ferreira

APLV - Alergia às proteínas do leite de vaca

Atualizado: 24 de jul. de 2019


Alergia ao leite, mais corretamente chamada de alergia às proteínas do leite de vaca (APLV) é a alergia alimentar mais comum em nosso meio, especialmente em crianças. Pode ser de 3 tipos: igE-mediada, não igE mediada ou de mecanismo misto.


Geralmente, o quadro começa a se manifestar após a introdução de alimentos ou fórmulas à base de leite de vaca na alimentação do bebê. Raros casos podem iniciar mesmo com o aleitamento materno exclusivo (pela passagem de proteínas do leite de vaca ingerido pela mãe no leite materno).


No caso das reações IgE-mediadas, o diagnóstico pode ser confirmado por teste alérgico ou dosagem de igE sérica específica (exame de sangue conhecido como RAST). Nas reações não-IgE mediadas, o diagnóstico é feito com a exclusão do leite de vaca da dieta do bebê (a depender do caso da dieta materna também) por um período de 2 a 4 semanas (nesse caso, havendo melhora, geralmente deve ser reintroduzido novamente o leite de vaca na dieta para avaliar se os sintomas ocorrem novamente).


Após a confirmação diagnóstica, deve ser excluída a proteína do leite de vaca da dieta da criança (e em alguns casos da dieta materna). ⠀


Boa parte dos casos, evoluem com melhora da alergia. Ou seja, com o tempo a criança consegue ingerir leite de vaca sem ter reação. Outros casos podem ser mais persistentes.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page